PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

terça-feira, 31 de março de 2009

VINÍCIUS!


VINÍCIUS!
(Genaura Tormin)

Minha criança querida,
Astro dos sonhos meus,
Galho de minha árvore,
Filho do filho meu.

Feito floco de algodão,
Bochechas de leite e mel,
Você é uma fofura,
Presente vindo do Céu.

És filhote-passarinho,
Em elos de alegria,
No universo destes versos,
Em que tu és poesia.

Encantas a minha vida
Nos veios da emoção,
Entrelaçado em abraços,
Juntinho do coração.

Escreverás a história
De um tempo que já passou,
De uma vovó poetisa
Que a você muito amou.

Um comentário:

  1. Eita que Deus é bom demais, Amada Gê...
    Quando vai chegando o inverno nos
    presenteia anjos para aquecer nossos
    corações!!!
    Lindo o teu Vinícius... Tem cheiro de
    abraço apertado!!!
    Beijos mais, Amiga!!!
    Pra ti e p'ro Vinícius...
    No coração!!!
    Iza

    ResponderExcluir

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)