PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

quinta-feira, 19 de março de 2009

CORPO RECLUSO, ESSÊNCIA LIBERTA



CORPO RECLUSO, ESSÊNCIA LIBERTA
(Genaura Tormin)

Prefácio para o livro Reabilitação - Um desafio para pessoas, famílias e sociedade", de Wiliam Alves Machado

"Reabilitação - Um desafio para pessoas, famílias e sociedade"! Eis uma história de vida! Mais que isso, um relato verídico, emocionado, de cunho social, cujo autor, alicerçando-se na coragem, na ousadia, no preparo técnico-científico, usa a voz para defender vidas olvidadas ou preteridas pelo descaso público.

Dr. Wiliam Alves Machado, um professor universitário, um pesquisador, um batalhador incansável, cujo alvo é o ser humano, em particular as pessoas com necessidades especiais, tão relegadas neste País! Seu livro, já em 2ª. edição, é uma abordagem semiótica de reabilitação na área da enfermagem, e foi escrito com a dor da própria história protagonizada no Sistema Único de Saúde.

É o relato de uma aprendizagem compulsória, esculpida de um trajeto doloroso que lhe tolheu o caminhar físico, banindo-lhe os passos, embora a mente, o raciocínio, o coração sobrevoem todos os caminhos e veredas, grassando de energia positiva os que encontra na jornada.

Nele, as denúncias se evidenciam, fortes, contundentes, próprias de pessoas corajosas, idealistas, transformadoras. Os corajosos são missionários aguerridos em defesa da justiça, concitando os maus a uma tomada de consciência. Entretanto o autor as faz com o fito exclusivo de chamar a atenção dos governantes para a crucial problemática da Saúde Pública no Brasil.

Numa linguagem erudita, quando necessário e simples quando se faz preciso, o professor Wiliam escancara as portas de si mesmo e, sem rodeios, relata as peripécias de quem teve a oportunidade de cuidar e de ser cuidado, uma vez que é doutor em enfermagem pela Universidade do Rio de Janeiro. Por isso é, também, um livro didático que deveria ser recomendado nas Universidades.

"Reabilitação - Um desafio para pessoas, famílias e sociedade" nos permite uma cumplicidade com o autor, quando a emoção escorre-nos pelas faces ao compartilhar de sua história, os sofrimentos, a indolência e desacertos dos prestadores de cuidados, seus queixumes, as tristezas, os abandonos... Por muitas vezes, o limite do insuportável foi extrapolado, quando, por certo, o sentimento do leitor aflora e tende a acalentá-lo no colo.

Embora estejamos no mesmo barco, na mesma condição de deficiente físico, aprendi muito com ele. Redimensionei valores e reforcei minha fé. Senti-o mais perto de mim, e fi-lo muito mais do que um amigo. Fi-lo um parente, um irmão.

Por vezes, suas incertezas, seus anseios, saudades e tristezas mergulhavam no aprisionamento dos meus. Muitas identificações! Principalmente a coragem, a vontade de servir à humanidade, devestindo a dor para erigir marcos benfazejos em defesa do porvir, não obstante os muitos cerceamentos na liberdade de ir e vir.

O lado cósmico e o entendimento da transcendência maior é manifestado e é bom ler as palavras de Wiliam: "Seja como for, estou pronto para enfrentar o que estiver por vir, certo de que não estarei sozinho!".

Bom, também, é a certeza de que os seus passos reclusos poderão retornar um dia, nem que seja em outros mundos, noutras galáxias.

O mais importante é não ser paralítico de mente, de coração, de sonhos. E nisso Wiliam é inteiro, inteiríssimo!

O seu livro é bom e eu recomendo. Não apenas para os profissionais de saúde que o farão de cartilha, pelos ensinamentos de cunho científico e vivenciais, mas para todos os outros que nele encontrarão motivos para uma reflexão sobre os valores da VIDA.

Meus parabéns, professor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)