PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

CARTA/RESPOSTA




CARTA/RESPOSTA
(Genaura Tormin)

Querido Dr. Mattoso,
Meu mais novo e já muito querido amigo,

Extasiada, agradeço as palavras tão lindas dirigidas a mim. Realmente, penso que não as mereço, embora a alegria percorra-me a alma e o sorriso se estampe faceiro.
Até um poema você me fez! Meu Deus, que lindo!

Por tudo isso, posso-lhe mensurar a alma, o coração e os solfejos de uma bela canção de vida. Você é um espírito evoluído, especial, nessa trajetória por aqui. Sabe ver o ser humano além de sua farda de carne. Sabe apreciar a essência, como disse Saint Exupéry. É isso que vale a pena.

Não adianta sucesso, se não temos por escudo o encantamento de viver e a vontade de servir. O “ter” não supre o “ser”. E a ordem é crescer, evoluir, para depois partir!

Fico muito contente por você haver gostado do meu livro - PÁSSARO SEM ASAS, arquivo dos meus relatos, ora alegres, otimistas, ora sofridos, mas verdadeiros.
Despi-me. Deixei jorrar todas as dores, todas as emoções, até as verdades mais recônditas e inconfessáveis. Tudo em nome do amor.

Como precisei de uma referência, penso que outros também precisarão, pois a vida é cíclica. Hoje somos nós. Amanhã, outros tomarão o caminho de volta, imbuídos nas mesmas provas.

Embora carpindo de maneira esdrúxula, tento plantar alguma semente que justifique minha passagem por aqui. Se eu conseguir regar um minúsculo cantinho, já me dou por satisfeita.

Fico muito cativada por sua avaliação, uma vez que parte de uma pessoa competente na área do conhecimento científico e no exercício da vivência humana, com resvalos benfazejos que enobrecem o espírito, fazendo a diferença.

Não quero acreditar que Pássaro Sem Asas tenha sido o livro mais lindo que já leu nesses 28 anos de vida médica. A minha alegria se estampa faceira, confirmando o acerto em tê-lo escrito, embora devassando a minha privacidade, banindo-me da vaidade. Isso me cala a alma, envaidece o meu espírito e, com certeza, aumenta-me a responsabilidade perante o leitor, perante as pessoas que formam o meu mundo. Resta-me agradecer emocionada.

Com certeza, não estamos aqui por acaso! E também não foi por acaso que a vida providenciou o encontro de dois espíritos simpáticos, numa interação benfazeja. Já sou sua paciente, doutor. Sou também sua amiga. E amigo, costumo guardar no coração, viu! Tem sempre um lugarzinho cativo.

AMIGO
(Genaura Tormin)

Amigo é quase um irmão.
É presente, é relax,
É confidente.
Aguça a memória,
Relembra o passado,
Projeta futuro,
Aconselha o agora.
É aliado contra os perigos.

Amigo divide o lanche,
A piada, as risadas, as fofocas...
Divide as experiências,
As conquistas, as dores,
As culpas e os segredos.

Não desculpa nada,
Mas perdoa tudo.
Cobra, xinga, adverte e critica.
Mas empresta o colo,
A palavra, o sorriso,
A cumplicidade e o incentivo.

Está sempre junto na dor,
Presente na alegria.
É causídico ferrenho na defesa,
Embora a bronca venha depois.

Um verdadeiro amigo,
Não segura apenas a mão.
Enfrenta o caos, a solidão,
A depressão,
O copo vazio e a paixão.

Vibra com o sucesso,
E ampara nos fracassos,
Indicando saídas.
Um amigo de verdade, é claro!

A primeira recomendação entre médico e paciente, eu já estou cumprindo. Tomo cloreto de magnésio todos os dias, duas vezes. Acredito e comprovo o seu efeito benfazejo.

Vou agendar a acupuntura, pois tenho LER, por excesso de trabalho (manuseio e analiso de 80 a 100 processos por dia, com vários volumes, contendo 200 fls. cada volume), e ainda pelo corpinho de misse a quem devo cuidados, usando os braços para as transferências...

Nessas condições não há AH que resolva, não obstante abrande as dores, alertando-me para maiores cuidados.
Após 15 anos atuando na mesma Diretoria, na área judiciária, reputando-me guerreira e desafiando o impossível, tive que pedir transferência para uma outra, onde o trabalho é administrativo, com menos processos, mais esparsos e mais finos.

Três meses já se passaram e a LER continua acirrada, embora faça fisioterapia todos os dias, além de antiinflamatórios que prejudicam o estômago. Sei que a acupuntura vai resolver. Já encontrei o profissional e vou à luta.

Dr. Luiz Moura é um benfeitor da humanidade. Um espírito predestinado, corajoso, digno, honrado que, não obstante as agressões provocadas pelos cifrões em risco da máfia dos laboratórios, segue em frente, ostentando sua bandeira em nome do BEM. Curvo-me com respeito. Chamo-o de MESTRE MAIOR.

A vida não erra! Cada um tem a sua missão por aqui e a dele está sendo exercida com galhardia. Um homem simples, com exacerbados conhecimentos científicos, cujo semblante diviniza-lhe as feições, estampando a sua bondade. Um pregoeiro na estrada, um samaritano em nossos dias.

Realmente, a Auto-hemoterapia é uma técnica fantástica! Acredito que a farei por toda a minha vida. Sei que não vou andar, pois a minha paralisia é muito grande, mas o que adquiri é imensurável! Não me reconheço no passado.

Só o fato de não ter que usar fraldas, as quais usei por mais de 25 anos, já justifica tudo. As minhas taxas estão dentro dos limites da normalidade. Isso não é uma bênção? Penso que se a tivesse conhecido há mais tempo, tudo teria sido tão diferente... Teria vivido muito melhor!

Mas tudo nos vem na hora certa, no momento exato. Às vezes penso que tem a ver com merecimento. Afinal, são 27 anos de estrada palmilhada com um corpo paraplégico.

Quero dizer, entretanto, que sou muito feliz nesse corpo. Talvez não o fosse com ele perfeito. Acho que a cura total já foi feita na alma, no coração, no meu modo de pensar, na amostragem de trabalho que levo aos demais... E outras coisas mais.

Sinto-me feliz, agradecida e com a auto-estima lá encima! Até fiz um regime e, apesar da idade (64 anos), emagreci 8k. Estou faceira, bonita e elegante, apesar dos pedregulhos da estrada percorrida. Sabe, acho que posso fazer até um papel na novela das 20h. Risos...

Gostaria tanto que as autoridades competentes determinassem pesquisas sobre a AUTO-HEMOTERAPIA, liberando-a ao grande público, favorecendo um próximo um pouquinho mais longe, principalmente aquele mais carente de recursos financeiros...

Amigo querido, vou ficando por aqui, agradecendo as suas palavras de carinho e incentivo. São essas menções que me acrescentam o desejo de olhar sempre para alto e para frente, procurando servir cada vez melhor.

Estarei sempre à sua disposição.
O seu carinho me fez muito bem, viu!

Beijo grande da
Genaura Tormin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)