PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

BEM-AVENTURADOS AQUELES QUE SÃO MISERICORDIOSOS






BEM-AVENTURADOS AQUELES QUE SÃO MISERICORDIOSOS
(Capítulo X, 14 a 21)
(Genaura Tormin)

Saúdo a todos, incluindo os espíritos desencarnados aqui presentes. Que a paz esteja sempre entre nós!

Jesus querido, pai, amigo e mestre, que tuas vibrações de amor possam ser sentidas em nossos corações.

Pedindo a intercessão dos espíritos protetores para mais uma vez ajudar-me nesta tarefa, vamos numa só voz reafirmar o nosso compromisso de amor:

"Irmãos de toda Terra, amai‑vos uns aos outros!!! (3 vezes)

Hoje falaremos sobre o tema do Capítulo X, 14 a 21, do Evangelho segundo o Espiritismo - Bem-aventurados aqueles que são Misericordiosos.

Isso significa falar de perdão e consequentemente de amor, pois o perdão é a amostragem da misericórdia, da brandura do coração, da compaixão pelo outro.

No Sermão da Montanha, o maior tratado de sabedoria de todos os tempos, Jesus revela que os misericordiosos, aqueles que verdadeiramente perdoam, são bem-aventurados, porque eles próprios obtêm misercórdia.

Mahatma Ghandi chegou a dizer que, se dos ensinamentos do Cristo ficasse apenas os extratos do Sermão do Montanha, teríamos condições de pautar a nossa conduta dentro dos melhores parâmetros para nos relacionarmos bem em sociedade.

Misericórdia é uma manifestação da conduta humana. É bondade. A pessoa misericordiosa procura ver o lado melhor das coisas, das pessoas; não o pior. O julgador misericordioso é lento para condenar, mas rápido para recomendar. Ousa-se dizer que a indulgência faz parte da justiça. Por isso:

"Semeia tua coragem
para poderes encorajar o outro.


Semeia teu entusiasmo,
tua fé, teu amor.

Semeia coisas pequeninas,
insignificantes.


Semeia e confia:Cada semente há de enriquecer
um pequeno espaço de chão."
Consciente ou inconscientemente, armazenamos nos arquivos da mente recordações de fatos que nos ofenderam em épocas passadas e até em reencarnações anteriores.

Essas recordações causam-nos feridas morais, por isso é tão necessário o perdão, inclusive a nós mesmos. Perdoe-se, reconcilie-se com você mesmo, faça propósitos para viver em paz, irradiar paz. Ame-se! Se você não procurar gostar de você, como poderá gostar do próximo?

Procure ser indulgente. Jamais se ocupe com os atos maus dos outros. Não seja analista da vida alheia. Cada um é dono do seu destino. Afinal as nossas disposições mentais são diferentes. O que me faz sorrir, poderá não fazer sorrir o vizinho. Não faça observações chocantes. Ao invés de censuras, profira conselhos. Seja benevolente.

Será que o que criticamos dos outros não teríamos feito do mesmo jeito se estivéssemos no lugar deles? Somos mais vezes instrumentos das circunstâncias do que agentes da própria vontade.

Por que não evitar a discórdia, os atritos? É bom que contemos até 10, dando-nos um tempo para o raciocínio sadio. Uma pausa é sempre bem-vinda. Há o tempo de plantar e o tempo de colher, a periodicidade da maré, o dia e a noite fazendo intervalos. 

Já notaram que quando temos algo complicado a resolver, uma boa noite de sono indica a solução?Aí está a espiritualidade ajudando. Com certeza, quando saímos do corpo durante o sono, fomos à cata de orientação.
O ódio, a vingança, a mágoa envelhecem e envenenam as pessoas prejudicando a saúde física e mental.

O ato de perdoar é o remédio para a cura de todos os males. Renove-se! É bom ser um novo ser diante de Deus e de si próprio. Como queremos o perdão de Deus se não perdoamos os que nos têm ofendido? Como poderemos rezar O Pai Nosso?

As doenças, nada mais são do que a soma enrustida da vingança, do ódio, da maldade. Quem procura faxinar a alma e o coração, expulsando esses sentimentos maléficos e se reconciliando com tudo e com todos sobre a face da terra, naturalmente é feliz. E quem está feliz não adoece.

A própria medicina recomenda o perdão como poderoso medicamento. O psiquiatra afirma que o perdão é eficiente no alívio das tensões, pois liberta o paciente, dando-lhe uma sensação de leveza.

O ódio mata mais do que todos os revólveres dos bandidos, todas as calamidades juntas. É o destruidor da paz. É o veneno que destilamos também contra nós mesmos. Por isso o perdão é o remédio.

Podem observar que as pessoas com espíritos elevados perdoam sempre. O que vem debaixo não as atinge, como diz o provérbio popular. Se não nos ofendemos, não haverá o que perdoar.

A compreensão é a palavra chave para esse estágio elevado, pois só podemos dar o que temos e isso está atrelado à idade de nossos espíritos e ao esforço que fazemos para evoluir.

Nós sabemos que não há culpados. Somos todos vítimas dos próprios desacertos e aqui estamos tentando nova fórmula de fazer as coisas, de evoluir de acordo com a lei da ação e reação, tentando regatar os débitos.

É claro que somos um amontoado de erros, pois estamos num planeta de provas e expiações. Ocupamo-nos em criticar, reclamar de tudo e de todos e até de Deus.

O ser humano nunca sentiu tanta necessidade de encontrar a paz íntima, como nos dias atuais.

"Por que havemos de odiar
e desprezar uns aos outros?
Neste mundo há espaço para todos.


A terra, que é boa e rica, pode prover
todas as nossas necessidades.
O caminho da vida pode ser o da liberdade
e da beleza, porém nos extraviamos.

A cobiça envenenou a alma dos homens...
Levantou no mundo as muralhas do ódio...
E tem-nos feito marchar para a miséria e a violência."

Mesmo assim não nos preocupamos em renovar as nossas condutas, transformar em positivas as atitudes negativas, continuando assim a atrair energias contrárias que põem em descontrole a nossa vida, prejudicando os nossos familiares e amigos.

“Na realidade, o mais importante é o que SOMOS internamente, e que é demonstrado por nossos atos, pelo que fazemos em favor ou contra os demais.

De nada adianta termos uma bela aparência, um lindo rosto, um corpo bem modelado, se temos a mente e o coração empedernidos de maldades capazes de prejudicar os outros.

A beleza que deve ser cultivada é a interior, e para tanto, o mais importante, é procurar ter sempre um ato de amor, de amizade, ou ao menos uma palavra amiga para quem se acerca de nós, e não cometer atos de desamor, sempre procurando molestar alguém...”

Jesus falava por parábolas. E foi assim que associou o Reino de Deus ao perdão, porque a sua edificação é um estado de consciência pacífico, tranqüilo, com muita alegria e disposição de bem viver, sem mágoas, sem ressentimentos.

A consciência é o nosso juiz, e a defesa, com certeza, é o PERDÃO. Sei que é muito difícil perdoar sem limites as ofensas, as fraquezas dos outros. Entretanto, devemos nos lembrar de que cada um de nós já foi infinitamente perdoado por Deus e, ainda, espera ser perdoado.

As simpatias ou antipatias estampadas aleatoriamente, significam a qualidade das relações de anteriores reencarnações que se religam agora, tentando unir a grande família de todos os tempos, no propósito de semear a fraternidade universal. Sabemos que não é fácil, pois é aí que se encontram os desafios para os nossos resgates. Usemos a ferramenta caridade que é o estandarte maior dessa Doutrina Consoladora.

E por falar em família, gostaria de reafirmar que ela é mola mestra, a instituição básica para uma sociedade sadia. É o alicerce. E vocês, pais, têm muita responsabilidade. Vivam de forma que, quando seus filhos pensarem em justiça, carinho, e integridade, pensem em vocês.

Henri Lacordaire, o ilustre vigário da catedral de Notre-Dame, de Paris, disse: "A sociedade não é mais do que o desenvolvimento da família: se o homem sai da família corrupto, corrupto estará para a sociedade."

De acordo com a Lei da reencarnação, é possível que por vezes estejamos diante de algozes do passado, estampados agora como um filho, um marido, um pai. Isso é a justeza de Deus. É a oportunidade abençoada para que ajustemos as nossas contas no exercício do amor.

Por isso eis a necessidade do perdão, que é uma grande vitória, mas que não bane as faltas. “O arrependimento ajuda o progresso, porém o passado deve ser expiado e a lei de Deus está escrita na consciência de cada um”.

É preciso agir, pois a inércia, a preguiça, a letargia emperram o progresso de nossa caminhada.

"De tudo o que existe,
O mais importante está dentro de você.
São as suas qualidades de coragem,
Confiança e amor que querem brilhar,
Produzir resultados, dar-lhe saúde e paz.


Ponha-as em uso, visando realização,
Melhoria e pacificação,
E as verá fluírem de dentro
Como um pássaro restituído à liberdade.


Renove-se!
Trabalhe com confiança!
Aja com fé no dia de hoje e no de amanhã.
Confie nas suas qualidades,
Porque são de Deus.


Tudo melhora por fora
Para quem melhora por dentro.

Você é um pássaro preso
Quando prende as suas qualidades.
Por isso, voe, mas voe bem alto
E verá do que você é capaz..."


O avançado da hora se registra. Caminhamos para o término deste meu convívio com vocês. Esperando ter conseguido construir algum bem, vamos arrematar com uma reflexão sobre
Diretrizes para o ser humano
[autor desconhecido]

Você receberá um corpo físico.
Você pode amá-lo ou detestá-lo,
Mas ele será seu ao longo de toda a sua existência.
Você receberá lições.


Você estará matriculado na escola da vida
Em período integral.
Você terá oportunidades para aprender
A cada dia que passa.


Você poderá usar estas oportunidades ou
deixá-las passar simplesmente.
Não há erros, apenas lições.


O crescimento é resultado de um processo
De tentativa e erro: uma experimentação.
Os experimentos fracassados são tão parte do processo
Quanto os experimentos que funcionam.


Uma lição se repetirá até que tenha sido aprendida.
Esta lição será apresentada a você sob várias formas
Até que você a tenha aprendido.


Quando conseguir isso,
Poderá então passar para a próxima lição.
Aprender lições é um processo interminável.


Não há nenhum evento na vida que não contenha uma lição.
Se você está vivo, sempre haverá uma lição para aprender.
Os outros são apenas espelhos da sua própria imagem.


Você não pode amar ou detestar alguma coisa
Em outra pessoa sem que isso reflita alguma coisa
Que você ama ou detesta em si mesmo.


É você quem escolhe o que quer fazer da sua vida.
Você tem todas as ferramentas e recursos de que precisa.
O que faz com eles, é problema seu.
A escolha é sua!


As respostas estão dentro de você.
As respostas às questões da vida estão dentro de você.
Tudo que você tem a fazer é prestar atenção, ouvir e confiar.

E agora, vamos pedir ao Mestre Jesus que nos abençoe.
Vamos ofertar-lhe o nosso esforço para evoluirmos rumo ao bem, aumentando a conquista pela paz nos dias que se seguem.
Muito obrigada!

Palestra proferida por Genaura Tormin,
 no PAI, em Goiânia.

2 comentários:

  1. Belíssimas e sábias palavras, Genaura! O Sermão da Montanha, as bem-aventuranças, lindo mesmo. Que a misericórdia inunde sempre o nosso ser!! Grande bjo ;)

    ResponderExcluir
  2. Lindas, reflexivas e bem construídas poesias.
    Parabéns minha compadre e amiga por este Blog tão lindo!

    ResponderExcluir

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)