PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

sábado, 28 de janeiro de 2012

A AUTO-HEMOTERAPIA PEDE PASSAGEM


A AUTO-HEMOTERAPIA PEDE PASSAGEM
(Genaura Tormin)

O que se vê sobre a Auto-Hemoterapia comprova que a sua legalização é apenas uma questão de tempo.

Tudo está bem concatenado, pois a voz do povo é a voz de Deus. Entretanto há dificuldades quando temos em risco interesses que envolvem cifrões, poder financeiro, 'status', ganância...

Realmente, o homem é o maior exterminador do próprio homem! Mesmo assim, pelo que leio sempre, acredito que muito já foi feito. Bons tempos virão!

Não há respostas convincentes para calar o óbvio, e eu ainda não vi relatos sobre ninguém que haja falecido por causa da AUTO-HEMOTERAPIA.

Com certeza, andam procurando isso a dedo! Muitos interesses financeiros em risco! A máfia dos Laboratórios e o corporativismo médico. Que pena!

Eu mesma estava prestes a um procedimento cirúrgico na semana seguinte, quando após a aplicação da AH, a causa (um cisto) desapareceu, como se fosse num passo de mágica. Quanto me custaria? Uma boa quantia, pois o médico só atendia particular e, embora tenha UNIMED, não o faria com outro, por questão de confiança e respeito.

Nem preciso falar no bem que a AH me fez e me faz, porque está largamente divulgado em um artigo, INCRÍVEIS BENEFÍCIOS DA AUTO-HEMOTERAPIA, escrito apenas para contar de minha alegria aos meus parceiros poetas, e que tomou grandes proporções de leitura.

Fico contente, pois sei que muita gente está se beneficiando, conforme relatos no rodapé do artigo, postado no Recanto das Letras.

Meu Deus, e num País onde o atendimento público à saúde é precário, e caríssimo o particular, longe das possibilidades da maioria, fico contente com a divulgação, sem se falar que há um grande contingente com parcos recursos financeiros, vivendo nos corredores de miséria.

Isso me corta o coração, razão por que agradeço a Deus por todos que se empenham em divulgar a AUTO-HEMOTERAPIA.

É ainda a solidariedade reinando no coração do homem, a começar pelo Dr. Luiz Moura, um ícone de sabedoria e bondade.

Como já falei, não é uma panaceia para a cura de todas as doenças, mas que ajuda muito, ah, isso ajuda! Faço-a regularmente e a farei até o fim de meus dias. Não vou andar, com muitos pensam, mas o que adquiri não posso jamais esquecer. Agora estou mantendo, apesar da faixa etária que traz os seus desgastes, como tudo na natureza.

Tenho 66 anos, 29 de paraplégica e uma vida de muitas batalhas para não ser escória de uma sociedade que só aceita os fortes, perfeitos e vencedores.

Depois da AUTO-HEMOTERAPIA passei a ter qualidade de vida. Ah, se a tivesse conhecido antes! Com certeza, teria vivido muito melhor! Só de não mais usar fraldas, as quais usei por 25 anos, já não precisa dizer mais nada.

Entretanto, tenho um problema de coração: três bloqueios de ramo esquerdo, cujo trabalho é feito hoje pelo ramo direito, por meio de impulsos elétricos (não sei se estou usando a terminologia correta, pois não tenho conhecimentos nessa área).

Caso vá óbito por isso, serei um bom prato e um álibi para os que se preocupam em contradizer a AH.

Na verdade, a maioria acredita, mas fica presa no corporativismo e nos cifrões e poderio do Quarto Poder. Há muitos médicos engajados e a prática tem sido usada, camuflada sob outros cognomes, com muita eficácia, notadamente na área do esporte.

Por que as autoridades constituídas, depois de tanto material, nacional e estrangeiro, comprobatório da eficácia da AH, não determinam os estudos necessários à sua legalização?

Que é do CNPQ, criado e apropriado para desenvolver pesquisas, com lautas bolsas de estudo?

Acredito que não há outras respostas. Uma pena, um dó! Os nossos políticos não veem ou não querem ver as condições existenciais da nação.

Afinal, somos uma nação organizada, tutelada. Que é dessa tutela, dessa proteção?

Estamos numa desvairada corrida pelo "TER", sem nos preocupar com o "SER". Faltam valores morais, éticos, crísticos... Faltam solidariedade humana, respeito...

Quanto à interposição de recursos, há material de sobra para a instrução. E isso já foi feito.

O que se poderia fazer é mesmo essa movimentação corpo a corpo que já está sendo feita e abaixo-assinado para forçar a pesquisa. Somos um povo guerreiro!

"O poder emana do povo e em seu nome será exercido!"

Não estamos querendo a imposição da AUTO-HEMOTERAPIA. Queremo-la leve, livre e solta, autônoma e benfazeja, pois é esse o seu papel.

Quando os nossos pensamentos são leais, Deus nos auxilia, podem acreditar.

A AUTO-HEMOTERAPIA É UM BEM PARA A HUMANIDADE!

Ainda explicando, queria dizer que sou bacharela em Direito desde 1979, embora nunca tenha militado na advocacia.

Sempre exerci cargos privativos desse bacharelado: Delegado de Polícia, e depois Analista Judiciário - área judiciária, no qual me encontro em pleno exercício.

Estarei sempre à disposição.
Um abraço grande e que Deus nos abençoe!
Genaura Tormin

6 comentários:

  1. Como sempre, Dra. Genaura, as palavras fluem claras diretas e precisas de seu coração. Que grata leitura de texto tão sóbrio, lúcido e repleto de verdades!

    Que a Graça Divina lhe abençoe com muitos e muitos anos de vigor, não só físico, principalmente diante das batalhas que enfrenta para ser a vencedora que é, mas, também, intelectual, que seus textos, contos e poesias nos brindam.

    ResponderExcluir
  2. Olá mulher guerreira.
    Se me permite chamá-la assim.Adorei tudo que li.Sua alma é linda.
    Grande abraço
    se cuida

    ResponderExcluir
  3. Oi Genaura, td bem? Obrigada pela visita e comentário no blog (D)Eficiente. Vim te conhecer e fiquei muito feliz com a mulher maravilhosa e inteligente que é. Já sou sua seguidora. Parabéns pelos livros, pelo blog e pela força que tem. Não podemos e nem devemos desistir. Bjo grande.

    ResponderExcluir
  4. Genaura, seu novo texto é mais um forte impulso no trabalho pela liberação do uso da Auto-hemoterapia no Brasil, para pôr fim ao arbítrio que se instalou de forma tão estranha no âmbito da Anvisa/CFM e outros órgãos. Parabéns! E obrigado.

    ResponderExcluir
  5. Eu admiro muito você. Tenho miastenia gravis (doença auto imune, com sintomas de fraqueza severa muscular, inclusive respiratória) e depois de pensar muito deparei-me com seu depoimento sobre autohemoterapia. Tomei coragem e fiz a aplicaçao, na primeira semana senti discretas melhoras, o cansaço era menos intenso e a necessidade de remédios - tomo 13 comprimidos diários- ficou menos intensa. Espacei os horários entre as tomadas, de 4/4h deixei de 5/5h, sem nenhum problema. Na segunda aplicação a necessidade era ainda menor, pois o médico deixou ao meu critério os horários e as quantidades da medicação de uso contínuo, desde q eu não execedesse aos 12 diários. Estou tomando de 6/6h e nao preciso mais acordar na madrugada para tomar. Isso para mim e para minha familia é motivo de alegria, pois faço as refeiçoes, falo e faço exercícios normalmente como se eu estivesse tomando essa medicação de 4/4h. Sei que ainda melhoras estão por vir... Estou com 5 ml de 7 em 7 dias e a intenção é chegar em 10 ml semanalmente. Agradeço a você que foi um dos principais incentivos e ainda vou fazer o vídeo e mandar o depoimento para Dr. Luiz Moura.
    Grande abraço querida, fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir
  6. Querida Genaura,

    Te desejo tudo de melhor que a vida possa lhe oferecer... Você é uma pessoa admirável e através de seus depoimentos me encorajei a tentar a AHT. Tenho linfedema na perna esquerda e gostaria que minha situação melhorasse já que cura, por enquanto, dizem, não existe. Para Deus nada é impossível. Não desista nunca. Acredito que Deus sempre olha por nós. Paz na sua caminhada! Força sempre! Um grande abraço...

    ResponderExcluir

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)