PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

MÃE... TU ÉS TUDO!


MÃE... TU ÉS TUDO!
(Maria José Zanini Tauil)

Mãe,
teu nome é TERNURA
amor maior
de qualquer criatura
És única
e tudo suportas
És dor... és alegria
És amor desmedido
És sorriso e pranto
És braços que aquecem
És beijo que acaricia
És amor que edifica
Oração que protege
Mãe...
deixa agora
que eu enxugue teu pranto
que te abrace assim
e te diga baixinho

"TU ÉS MUITO QUERIDA
A MULHER MAIS IMPORTANTE
DA MINHA VIDA!"...

Com todo o meu carinho pelo teu dia!
Maria José Tauil

Enternece-me receber tanto afeto assim.
Sei que não mereço, mas agradeço tanto!!
Maria José Tauil é um anjo bom que agracia a minha vida.
Um grande presente desse mundo virtual.
Uma grande poeta, cuja sensibilidade impregna a todos que têm o privilégio de lê-la. Uma pregoeira do BEM.
Uma pessoa predestinada para conduzir o progresso rumo à Casa do Pai.
Autora de muitos livros, além de um plantio bonito e benfazejo.
A você, querida, o meu abraço e o meu bem-querer eterno.
Parabéns pela mãe, pela amiga e pela vovó que vc sabe ser com galhardia.
Feliz dia Dias das Mães! Muita alegria!
Genaura Tormin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)