PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010


* GEN ... AURA *
(Florzinha)

Desde que te conhecí
o meu coração dizia,
como estrela no céu
tua aura reluzia,
mostrando que a missão
que tu trazias nas mãos,
era amar teus irmãos.

Tua vida é lição
de paz e de esperança,
de muita fé e saber,
como alma de criança
que sonha em aprender,
que quer viver e crescer,
que feliz precisa ser.

Teu olhar puro , singelo,
de cor castanhos leais,
da tu'alma são janelas
e brilham como cristais,
reluzentes, cristalinos
iluminando caminhos
são a luz do sol divino.

Ter a tua amizade
é ter um belo tesouro,
é sentir felicidade
que vale mais do que ouro,
é saber que um amigo
caminha sempre comigo,
é meu eterno abrigo.
********************************************

Das cordas do meu coração, para
tí que és o próprio GEN ... ( VIDA ),
e AURA ... ( LUZ ) , que com teu amor
doação, ilumina o meu caminhar.
Eu te amo, meu anjo amigo GENAURA!
Florzinha

******************************************

Flor do céu!

Que coisa linda vc fez para mim!
Só mesmo um anjo ou uma flor,
Para me ver assim.
Não mereço tanto, querida!
Mas fico tão agradecida,
Que o meu coraço se derrete inteiro
Com esse teu jeito faceiro
De me fazer feliz!

Beijo grande da
Genaura Tormin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)