PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

domingo, 21 de setembro de 2014

SOMOS TODOS IGUAIS


SOMOS TODOS IGUAIS
(Rodrigo Tormin)

Que bobagem essa coisa de racismo!
Todos nós somos iguais,
Apenas pensamos diferente.
O racismo é um abismo,
De coisas ruins e chatas.

Se eu tivesse inventado o racismo
Seria como a paz mundial,
Cheia de coisas boas
E de alegria para todos.

O racismo, ao invés de ser coisa ruim,
Seria até mesmo uma palavra bonita,
Uma palavra misteriosa,
E bem curiosa!!!

Não sei quem inventou o racismo!
Mas sei que essa pessoa não era muito boa.
O racismo é uma expressão muito feia,
De dizer o que pensa do outro.

Se todas as pessoas fossem iguais,
O mundo não seria tão legal,
Teríamos que andar com o nome
Pregado na testa,
Para sermos reconhecidos.

Eu sei de uma coisa,
Nunca vou ser racista!
Preto e branco
São duas lindas cores.

Mas, independente da cor,
As pessoas têm apenas
Um destino para viver:
A sinceridade!
A educação!
E o respeito!!!
Isso que é importante no nosso

Dia-a-dia.
_________

Revendo arquivos, encontrei esse poema do Rodrigo, meu neto, quando ele tinha 10 anos. 
Fiquei emocionada e pensei: Como as crianças são lindas e puras. 
Que grande sentimento. 
Ele queria ser escritor. Chegou a escrever contos, nessa época. 

Antes ele, bem pequeno queria ser dentista, como o avô.
_ Vovô, por que vc usa roupa branca?
_ Porque o vovô é dentista!
_ Por que vc é dentista?
_ Porque o vovô estudou muito!
_ Então eu sou dentista, vovô! Eu estudo muito na minha escola!
Nessa época, era pequerrucho! Tinha uns 3 anos, mas já ia para a Escola.
Que saudade! Quanta alegria a gente experimenta com essas crias!
Netos são anjos que Deus nos manda para que não tenhamos tristezas.
Amo vc, Rodrigo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)