PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

GENAURA


GENAURA

(Poema feito para mim. Não sei quem o fêz. Gostaria muito de saber. Não mereço. Fico a dever, mas a alegria me toma a alma ao saber que alguém tem essa visão de mim. Eternamente agradecida eu serei. Obrigada muito, muito...)

O silêncio do voo convive contigo:
A VIDA...
Tua beleza interior é toda magia.
És pura energia!

Tua nobreza é esperança!
És um exemplo!  
Bela se faz mulher,
Abençoada és mãe.

...alma sublime.
Sorriso fácil, franco,
Fortaleza da fé!
Mulher que ressignifica a vida! 

É disso que quero falar.
É da guerreira,
Da mulher intrépida,
Munida de asas,
Como os anjos.

Asas poéticas que brincam com o tempo,
Tu és pura energia,
Doçura e força.

Traço perfeito na criação de Deus,
Reflexo de alma a iluminar
Sorrisos que irradiam simpatia.

Um anjo em forma de gente!
Do olhar, expressa paixão,
Doçura, firmeza.

Uma alma nobre...
Tu és melodia,
Gênese,
Gênio,
Gérbera,
...és indescritível!

3 comentários:

  1. Parabéns.........merecidíssimo..........aproveitando,Boa Páscoa...Fica na paz!......

    ResponderExcluir
  2. Olá querida amiga,
    Parabéns! Você merece e até muito mais que isso, minha linda amiga e irmã guerreira, que não mede esforços para mostrar sua fé e coragem acima de qualquer coisa. Você, Genaura, é força, é coração, é alma e uma fortaleza num corpo de mulher. Deus abençoe este espírito forte e feliz, apesar do que o corpo padece.
    Orgulho-me imensamente de ser sua amiga e desfrutar com você nossas escritas, que tanto enlevam e fazem acreditar em dias melhores para todos. Nunca, por mais que passe o tempo, vou esquecer de você. Embora a distância nos separe, você é presente em todos os dias no meu coração.
    Um imenso e carinhoso beijo.
    Maria Paraguassu.
    .

    ResponderExcluir
  3. Genaura, boa noite!
    Que pena não conhecer o seu autor! O poema é belíssimo e demonstra grande carinho por si, certamente é porque merece isso tudo e muito mais.

    Beijinho,
    Ana Martins

    ResponderExcluir

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)