PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

domingo, 6 de julho de 2014

POR EU GOSTAR TANTO DE VOCÊ




POR EU GOSTAR TANTO DE VOCÊ
(Josefa Alteff)


Com todo carinho que eu possa ter,
Por tudo de bom que você me inspira,
Pelos nossos sorrisos! 
Pela nossa amizade!
Por eu  gostar tanto de você... 
Que nossos sorrisos nunca desapareçam,
A alegria, as gargalhadas ecoem
Eternamente!!!



Que estas flores
Possam traduzir o meu carinho
E admiração por você!
Parabéns!
Feliz aniversário!
Muitas felicidades!!!
Muita saúde!
Muita paz, amor, alegrias, 
Conquistas e realizações infinitas...... 

Um comentário:

  1. Que lindo poema!
    E para mim!?
    Fico feliz, contente e agradecida.
    Mana, querida, nesse linguajar tão terno vejo-lhe a alma pulsante em tantas risadas, tanta alegria que lhe marcam os dias por aqui, fazendo felizes as pessoas que a cercam.
    Obrigada muito!
    Juntas escrevemos a história de nossa estada por aqui.
    Diante da saudade recorro ao seu livro "NAS TARDES DE OUTONO". Quanta lindeza, quanta verdade envolta em tão lindos versos!
    Beijos da Genaura Tormin

    ResponderExcluir

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)