PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

domingo, 9 de fevereiro de 2014

COMPRADORA DE BEIJOS



COMPRADORA DE BEIJOS
(Genaura Tormin)



Ainda organizando fotos. 

Servicinho gostoso! 

Está me forçando a aprender um novo jeito de fazer as coisas. 
Gosto de fotografias e até fiz alguns cursos, hoje obsoletos. 


Registrei a vidinha dos filhos em slydes e costumava projetar nos aniversários para a família e amigos. 

Mesmo, com tantas pedras no caminho de grandes limitações, ainda tenho esse material. 

Gostaria de transformá-lo em fotos.
E assim vou seguindo... revendo e copiando fotos. Quase sempre choro, escrevo, faço poemas para espantar a vontade de voltar no tempo.
Tenho um MAC e nele não há o programa Paint para reparos mais urgentes nas fotos.
E agora?
Consultar o "sabe tudo".
Consulto o google até para lavar panela!
Que professor bom e disponível! Carinha boa, amável!
E free, fica melhor ainda.
Agora é só por o cerebelo para decodificar.
Eu chego lá!
Sei que sou danada e aprendo já.
Mas, gostando dos elogios aos meus dotes de costureira, eis aí a mocinha em festa, acompanhada, é claro, do bem.
O vestido é de minha cria para rimar com poesia.
Costurar é como poemar.
É um lazer gostoso. 

É como parir, dar à luz, inventar! Como será que se chamaria essa grife?


Naquela época o tempo me era escasso, dada as atividades de dona de casa e servidora pública.


Mesmo assim, eu costurava para os filhos e camisas e jalecos para o marido.

A moeda do pagamento eram beijos.
Até hoje ainda compro beijos dos filhos (... mamãe, vc quer comprar beijo?)
Tempo bom e bem vivido!
Por vezes, era sempre o valor de um picolé, de um chocolate...
Hoje, o mercado anda muito inflacionado! Que carestia!
O beijo está muito caro! Vale ouro!
Acreditam que ontem o valor deu para o filho comprar 3 banquetas?
Cruzes!
Por valor tão elevado assim, esses beijos têm que ser dados durante todo o ano, não é?
É! Pensando bem...
Vou renegociar, mesmo! Fui passada para trás!
Vou exigir um ano de beijos!
Vamos ver se há conciliação.
Se não, posso levar à Justiça!
Primeiro, vou levar essa negociata ao PROCON.
Um ano de beijos! E pronto!
É isso!
Risos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)