PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

domingo, 22 de setembro de 2013

ORAÇÃO DA SOLIDARIEDADE





ORAÇÃO DA SOLIDARIEDADE
(Espírito Carlos Murion=Médium José Medrado)


Que eu possa a quem está com frio dar o cobertor. 

Mas se o frio for da alma, que eu tenha condições de dar afetivo calor. 
Se alguém chorar, que eu possa suas lágrimas enxugar. 
Mas se eu também estiver em dor, que pelo menos possa companhia fazer. 
Porque é chocante, senhor, chorar sem ter alguém para nos consolar; 
sofrer sem ter com quem dividir; 
precisar desabafar e não ter quem ouvir; 
enfermar sem ter com quem contar. 

Assim, Senhor, e por tudo isso, eu te suplico: 
preciso ao próximo servir, tendo tolerância para com a ignorância; 
o desprendimento frente à pobreza; 
a solicitude moral diante dos reclames das crianças; 
atenção e amparo para com a velhice; 
o perdão sem condição; a brandura na exaltação; 
a verdade sem interesse e o amor sem cobranças. 

Mas, se nada disso eu puder ter ou fazer,

que a vida me torne humilde para reconhecer que preciso espiritualmente crescer.

Assim seja.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)