PLANTIO

PLANTIO
PLANTIO
(Genaura Tormin)

Deus,
Senhor dos mares e montes,
Das flores e fontes.
Senhor da vida!
Senhor dos meus versos,
Do meu canto.

A Ti agradeço
A força para a jornada,
A emoção da semeadura,
A alegria da colheita.

Ao celeiro,
Recolho os frutos.
Renovo a fé no trabalho justo,
Na divisão do pão,
. E do amor fraterno.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

O QUE É PÁSCOA?


O QUE É PÁSCOA?
(Genaura Tormin)

Seres esquálidos,
Famintos,
Cobertos por andrajos,
Sentam-se ao meu lado.

É páscoa!
O sentido do vocábulo,
Não sei!
Apenas o espanto,
E um enorme gosto de dor
Sufocam-me o peito,
Num grito inaudível.

E somos irmãos!
Será que eu entendo isso?

Meu Deus,
Mais que uma cruz,
Pesam nesses ombros,
Que arquejam e sangram
As crueldades do mundo.

Os corpos apáticos
Pendem do madeiro,
Um a um crucificados,
Sem dignidade!

E eu aqui!!
Tentando renascer...

3 comentários:

  1. Estimada amiga Geneura, muito grata por seu belíssimo comentário no blog só de E-Books,agradeço em nome da Regina Helena e por mim mesma.Fico muito feliz que tenhas gostado, é uma proposta nova que espero venha agradar aqueles que realmente amam a poesia.
    Seu comentário por si só já é um poema a mais em nossas páginas!
    Desejo uma Feliz Páscoa e um ótimo feriado, a você e sua família.
    Bjs, da amiga
    Maria Madalena

    ResponderExcluir
  2. Querida Genaura,

    Sempre um texto voltado à relfexão e à ampliação do conhecimento. Parabéns, sempre, por essa sua forma solidária de caminhar pelas trilhas comuns a todos, nesta vida, em sintonia com as trilhas de luzes do etéreo. Bjs. Sua amiga

    Márcia Vilarinho

    ResponderExcluir
  3. Olá querida amiga,
    Mais uma bela poesia, que eu diria mensagem,com a qual você nos presenteia.
    É mensagem , pois nos traz à lembrança aqueles que ainda se encontram às margens da vida e da sociedade, sem poderem ter seu teto e seu alimento.
    É mensagem, pois nos lembra que agora é Páscoa, época de renascimento e de refazimento espiritual. Mas será assim para todos?
    É mensagem, pois dói em nosso peito ver e sentir um irmão necessitado de amor e de compreensão.
    Sua poesia/mensagem me faz sentir, tanto quanto você sente, a impotência que nos cerceia o auxílio e a caridade a todos os que estão nesta situação tão desumana.
    Resta-nos, amiga, orar por eles e pedir a Jesus renascido e redivivo, que mostre à humanidade, o melhor caminho a seguir.
    Um beijo, com muito carinho, em seu coração.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir

O seu comentário significa carinho e aprovação. Fico cativada e agradeço. Volte sempre! Genaura Tormin

LEVE, LIVRE & SOLTA!


Sejam bem vindos!
Vocês alegram a minh'alma e meu coração.

Era uma luz no fim do túnel e eu não podia perder.
Era a oportunidade que me batia à porta.
Seria uma Delegada de Polícia, mesmo paraplégica!
Registrei a idéia e parti para o confronto.
Talvez o mais ousado de toda a minha vida.
Era tudo ou NADA!
(Genaura Tormin)


"Sou como a Rocha nua e crua, onde o navio bate e recua na amplidão do espaço a ermo.
Posso cair. Caio!
Mas caio de pé por cima dos meus escombros".
Embora não haja a força motora para manter-me fisicamente ereta, alicerço-me nas asas da CORAGEM, do OTIMISMO e da FÉ.

(Genaura Tormin)